Grupo Cultural Aquae Flaviae

 

 

 

 

I. Grupo Cultural Aquae Flaviae, fundado em 20 de Maio de 1986, tem como objectivos estatutários:

 

1. Investigar e divulgar os valores culturais dos Concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.

2. Colaborar com as respectivas Câmaras Municipais e Regiões ou Comissões Regionais de Turismo, no tocante aos objectivos definidos na alínea anterior, depois de aprovados, caso a caso, pela Direcção, os protocolos de colaboração.

3. Divulgar os trabalhos produzidos através da revista denominada Aquae Flaviae.

 

II. Para concretizar este conjunto de objectivos, o Grupo Cultural Aquae Flaviae vem desenvolvendo, ao longo do seu percurso vivencial, numerosas actividades entre as quais se destacam:

 

1. Edição de 53 números da sua Revista Aquae Flaviae, de periodicidade semestral – grande parte dos números esgotados e muito procurados;

2. Realização de Visitas Guiadas, em percursos de muito interesse da região do Alto Tâmega numa colaboração muito estreita com os respectivos Municípios;

3. Produção e edição de Roteiros do concelho de Chaves, já esgotados, alguns dos quais constam também de números da Revista Aquae Flaviae;

4. Edição do Guia-Album, Chaves Capital do Alto Tâmega;

5. Edição da Colectânea de Roteiros do Alto Tâmega, um guia turístico da região muito procurado;

6. Realização de uma conferência sobre a temática da Família de Camões e Chaves, proferida pelo Brigadeiro Calvão Borges, em Novembro de 1995;

7. Promoção da exposição intitulada História da Salvação em Jesus Cristo, ilustrada pela Filatelia, de António Farinha da Silva, em Abril de 1996;

8. Realização de uma conferência subordinada ao tema Maria na História da Salvação, em Maio de 1996;

9. Publicação da obra – República em Chaves, da autoria de Júlio Montalvão Machado;

10. Publicação da obra – O Liceu de Chaves, Primeira e Segunda Edição, da autoria de Alípio Afonso;

11. Edição de Incursões Autárquicas, da autoria de Firmino Aires;

12. Edição da tese de Mestrado de A. Osório de Castro subordinada ao tema A Missão Abreviada, do Padre Manuel do Couto;

13. Publicação da obra - Três Personalidades Flavienses em Chaves Romana, da autoria de Manuel José Carvalho Martins;

14. Publicação da obra - Chaves Romana, da autoria de Manuel José Carvalho Martins;

15. Realização anual da Feira do Livro de Chaves, desde o ano 2000, em parceria com o Município e a ADRAT;

16. Em colaboração com a Sociedade Flaviense organizou conferências mensais denominadas de Conversas ao Café, com dissertação de temas literários variados, apresentados por palestrantes convidados;

17. Realização de várias conferências sobre temáticas respeitantes à História Flaviense e sua participação na História Nacional em colaboração com a Câmara Municipal de Chaves;

18. Edição da obra Sinais de Cristandade, da autoria de Firmino Aires;

19. Publicação da 3ª edição da Crónica da Vila Velha de Chaves, de Júlio M. Machado;

20. Em colaboração com a Câmara Municipal editou Moedas Romanas – Achados no Alto Tâmega e Barroso, de Fernando Cantista Pizarro Bravo;

21. Em colaboração com o Semanário “A Voz de Chaves” publicou (2008-2009) um trabalho dedicado a memórias de Chaves constituído por dez ancestrais “Trechos Flavienses”;

22. Permuta as suas revistas e publicações com grande número de Bibliotecas, Arquivos e outras Associações Ibéricas de grande prestígio;

23. Integra ou integrou Associações, Órgãos de Instituição Autárquica e Escolares, nomeadamente:

• ADRAT, Associação de Desenvolvimento Regional do Alto Tâmega

• Gabinete da Cidade do Município Flaviense

• Conselho Municipal de Educação do Município Flaviense

• Chaves Viva

• Comissão de Toponímia de Chaves

• Comissão de Defesa do Hospital de Chaves

• Conselho Transitório do Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Gonçalves Carneiro

• Conselho Transitório do Agrupamento de Escolas Nadir Afonso

• Comissão de Candidatura da elevação do centro Histórico de Chaves a Património Cultural

• Conselho Geral do Agrupamento Vertical de Escolas Nadir Afonso

 

24. Em 2009, pertenceu à Comissão Executiva das Comemorações do Bicentenário da Segunda Invasão Francesa;

 

25. Pelos relevantes serviços prestados à cultura, o Grupo Cultural Aquae Flaviae foi agraciado, em 10 de Junho de 2001, com a Medalha de Prata da Cidade de Chaves.

 

III. Outras informações

 

O Grupo Cultural Aquae Flaviae é uma associação abrangente em termos de níveis etários e interclassista.

 No que respeita a níveis etários, os associados percorrem as idades compreendidas entre os vinte e os oitenta anos.

 É interclassista porque os seus associados congregam todas as classes e todas as profissões; desde cidadãos com os mais elevados níveis académicos, até aos que, tão somente, possuem uma rudimentar literacia – 4º ano de escolaridade ou nem essa. E, desde professores universitários, até funcionários camarários ou não, dos mais variados sectores, sem esquecer empregados de estabelecimentos comerciais e lavradores, de todos encontramos registos no arquivo de associados.

 

 

 

 

 

 

Grupo Cultural Aquae Flaviae - Rua Direita, nº 41 - 5400-220 CHAVES | e-mail: grupoculturalaquaeflaviae@sapo.pt

Início

Apresentação

Corpos Sociais

Contactos

Boticas

Chaves

Montalegre

Valpaços

Vila Pouca de Aguiar

Ribeira de Pena

Revistas

Roteiros da Região

Memórias

Outras Publicações

Design & Developed by Carolino Caetano

Índice por Autores

Índice por Palavras-chave

Copyright © 2011- Grupo Cultural Aquae Flaviae